sexta-feira, 4 de junho de 2010

Hoje, por acaso...

Hoje, por mero acaso e não por um qualquer desígnio do destino, levo a cabo o que há muito protelava:
- recomecei aqui, a dizer ao mundo que ainda existo.
Não que tal tenha um significado assinalável, mas só porque sim.
O nome do blog tem origem no sítio onde, mais provavelmente será escrita a maioria dos textos aqui publicados.
Assuntos? nada de especialmente recomendável, tal e qual o autor. Mas sobretudo, reflexo do que na altura me occorrer, o que quer dizer que publicarei sobre tudo o que me apetecer, e geralmente apetece-me sempre alguma coisa.
(Resumidamente, diria que nele gostaria de reunir temas que tenho espalhados por outros três blogs inertes e em que abordava alguns dos meus interesses - literatura e poesia num, noutro música, e ainda cerveja num terceiro - e juntar-lhes mais alguma coisa que de momento não consigo definir).
Fotos? Algumas. Do signatário ou alheias - estas, certamente mais interessantes, ou no mínimo, mais profissionais - mas sempre ao meu gosto. E este "meu" é sublinhado, muito sublinhado.
A propósito, a foto na cabeça do blog é minha. Tirada de uma das minhas janelas, num fim de tarde. O mérito que possa ter, advém-lhe mais da paisagem do que propriamente da arte fotográfica do autor.
Como nela se pode ver, a rua onde se situa a morada do escriba, resvala para o rio, e o que vejo todos os dias mal me levanto, não é nada de desprezar.
E para apresentação, parece-me suficiente.
Até logo.
Vic

3 comentários:

Eu leio todos com atenção. Mas pode não ser logo, porque sou uma pessoa muito ocupada a preencher tempos livres!