terça-feira, 26 de junho de 2012

Ontem, Saí de Casa Armado...

Ontem fui até à FNAC do Colombo - não costumo ir à do Chiado para não me cruzar com alguma estrela da nossa intelectualidade ou blogoesfera o que me faria entrar em depressão e com o meu complexo de inferioridade a fazer estragos - com a intenção de comprar um livro (na verdade era mais que um, mas esse era o principal) que me interessa ler. 
Não havia, mas prontificaram-se a mandá-lo vir de outra das lojas. Não, não gosto de esperar por uma coisa que posso arranjar de imediato numa livraria próxima.
Como precisava de fazer mais umas compras de supermercado, juntei o útil ao útil e fui ao El Corte Inglês. Comprei o livro (o menos “urgente” estava esgotado), e como a componente feminino do lar é fã do Stieg Larsen, comprei também o DVD de “Os Homens que Odeiam as Mulheres” (lá está, uma coincidência, tinha acabado de expor um post com a foto do David Craig). 
Chegado a casa, pousei o livro, tirei o celofane que cobria o DVD e pu-lo a jeito para o ver de tarde. E depois do almoço, lá fui eu buscá-lo para o por a correr no leitor. Para meu espanto, aparece-me isto:


- Já viste? Algum tipo violou isto e fez uma cópia pirata, e nós é que levamos com ela! - disse eu para a minha mulher. - Vou já lá reclamar, que a mim não me comem por tótó
Meto-me no carro levando comigo o DVD, a factura e o celofane com o preço, e ainda um bocado em brasa por ter sido vítima de um embuste, por ir perder mais de meia hora da minha tarde e gastar um litro de gasóleo. 
Lá chegado, apresentei no balcão os 3 elementos e disse ao empregado: 
- Comprei aqui isto esta manhã como pode comprovar, e agora abra lá a caixa de DVD - o empregado abriu, viu o disco, e respondeu-me: 
- Sim, e então
- Isso é uma cópia pirata.
- Não, não é. O senhor leu este anexo que está junto ao disco? É que aqui explica que esta foi a forma que o realizador considerou que, tendo em conta o substrato do filme, a obra deveria ser apresentada, uma vez que a “heroína” do filme é uma hacker
Bom, eu não tinha lido mesmo, pensava que aquilo era uma sinopse do filme, e à medida que lia, fui ficando um bocado embaraçado.
Pedi desculpa ao homem explicando-lhe o que tinha pensado ser aquilo e que nem me tinha passado pela cabeça ler, e vim-me embora a pensar que tinha feito figura de urso. 
Meti-me no carro para regressar a casa e pensei; 
Saí de casa armada em cidadão que quer defender os seus direitos - já tinha até pensado em fazer queixa á ASAE e à Sociedade Portuguesa de Autores - e afinal, chego à conclusão que por precipitação, saí de casa armado em parvo

31 comentários:

  1. Ahah bom, muito bom :P
    Eu por acaso já sabia quando compreio DVD que o CD vinha assim.
    Está original, mas quem não saiba e não leia pimba!

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que li isto, porque a mim iria acontecer a mesma coisa! Porque as letras assim à "três pancadas" ainda é naquela, mas a indicação Sony-DVD R mata qualquer um! :D

    ResponderEliminar
  3. ahahhahah....foste apanhado!!!
    Imagino como te deves de ter sentido na hora que te disseram que era assim....tipo...há aqui um buraquinho???

    ResponderEliminar
  4. eheheheh Vic, é o que dá não ler as letrinhas pequeninas :)

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  5. Ahahahahahah! E eu que pensava que eras daqueles homens atentos a tudo e que leem tudo com a máxima das atenções. Pelos vistos, enganei-me ;)

    ResponderEliminar
  6. Os artistas podem se muito excêntricos!
    Não fizeste figura de nada, para além de ti próprio.
    Se fosse comigo, reagiria igual.
    O filme vale a pena?
    beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Pérola, o filme vale a pena ver :)

      Eliminar
  7. Ah, ah! Estes criativos, pá! Conheço o conceito e acho que olhava duas vezes por causa das coisas, mas à primeira também caía.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que nem me passou pela cabeça, Alexndra :)

      Eliminar
  8. muito bom, tenhs de confessar que a ideia é original... (e agora já posso dizer que o que tenho cá em casa foi comprado na fnac....)

    ResponderEliminar
  9. Tal como a componente feminina do teu lar, também sou fã de Larsson! Dos livros, que já li há dois anos, dos filmes suecos (foram-me emprestados) e deste que já vi assim que saiu no cinema... :)

    Isto antes de fazer uma reclamação, convém ver tudo muito bem, para não se fazer a tal figura de urso. Devo dizer que acho a ideia do realizador gira, mas não deves ter sido o único a reclamar sem ler o folheto anexo! Acontece... :))

    ResponderEliminar
  10. Nunca vou entender a mania dos americanos de roubarem ideias boas e fazerem a sua versão americana!!! Eu vi o original em sueco e recuso-me a ver este...para quê? *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ler é que é bom!
      Nunca tinha lido tão depressa, até tão tarde e em tanto lugar, como quando andava a ler estes livros! :)

      Eliminar
    2. Não vi a versão sueca, mas quero ver. Este está razoável Clementine.

      Eliminar
  11. ahahah muito bom! desconhecia tal pormenor, mas está aí uma boa ideia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, mas lá fiz figura de urso, Uena
      (Não li os livros)

      Eliminar
    2. Eu faço tantas vezes :$
      Se tiveres tempo dá uma espreitadela nos livros então :)

      Eliminar
  12. ahahahahah. volta e meia acontecem cenas do género a toda a gente. mas a ideia deste realizador é muito bem apanhada :)

    ResponderEliminar
  13. Cairia da mesma forma :DDD mas suspeito que não me ia dar ao trabalho de ir reclamar... No binómio livro/filme vale a pena ver o filme?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não te consigo responder, Palmier, porque não li os livros. Contudo, a minha mulher que leu, diz que apesar de estar cortado em relação ao livro (o que é normal), o filme está muito razoável :)

      Eliminar
  14. Ahhhhhhhhhhhh fartei-me de rir com o teu post.
    Sou fã do Fincher mas desconhecia completamente o que revelas. Achei curiosa a ideia, é mesmo à Fincher ;)

    Nota: Uma pirata nunca topa estas coisas...shame on me

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, a ideia é muito original, Marta ;)

      Eliminar

Eu leio todos com atenção. Mas pode não ser logo, porque sou uma pessoa muito ocupada a preencher tempos livres!