terça-feira, 4 de setembro de 2012

Factos relevantes da semana que passou e que me apraz registar

A semana passada, talvez porque nos mentalizámos que a silly season está a terminar, foi fértil em acontecimentos relevantes, como que a dizermos: está a acabar, deixa cá aproveitar.
Fiz o meu habitual expurgo das revistas sociais (sim, que eu tenho um Cláudio Ramos dentro de mim, que de vez em quando dá os seus pontapés, e desconfio que é por isso que me dão estes vómitos), e aqui vão os acontecimentos que achei mais relevantes:
- a Luce foi acusada de ter gamado as motas de água ao Djaló, que está para Toulouse. Consta que terá afirmado que é uma para cada filha, e que estas já andam a tirar a carta.
- a Fanny continua a chular os pais, que dizem que ela gasta tudo o que ganha em aumentos mamários, até que estes cheguem a um tamanho que seja impossível ao João Mota não as ver.
- a Sónia Brazão enfiou 3 aspirinas e pediu aos familiares para telefonarem às revistas sociais comunicando que tinha tentado suicidar-se pela 352ª vez. O intuito terá sido ser chamada para a nova temporada do “A tua cara não me é estranha”. A propósito, os modelitos do Goucha cada vez estão mais másculos embora cada vez mais o confunda com a Cristina Ferreira. Definitivamente, tenho que ir ao oftalmologista.
- o Castel Branco diz que a Betty é a sua bonequinha, e ela afirma que tem que apanhar mais sol por causa dos ossos. Não sei das práticas que ambos têm na intimidade, mas posso imaginar que aquilo meterá números de trapézio, saltos exóticos e contorcionismo, para ela estar assim descadeirada.
- ficou demonstrado que temos os carteiristas mais democratas do mundo. Tanto roubam os desgraçados dos velhotes que vão para o centro de dia no eléctrico 28, como gamam a carteira aos gajos da Troika, acção que me obriga a aplaudir de pé
 
 
Enfim, o grande acontecimento do fim de semana, foi aquele episódio protagonizado por aquele cavaleiro tauromáquico de que não vou mencionar o nome, que quis desviar as atenções das suas opções sexuais, atacando uns incautos e pacíficos manifestantes anti-tourada. Seguidamente, perseguiu um indivíduo que, terá o inefável senhor afirmado, que a 1ª acção teria sido involuntária e motivada pelo stress do cavalo que o próprio não terá conseguido controlar, e que a 2ª se terá devido a ter-se sentido insultado pelo tal indivíduo, e portanto, pretenderia apanhá-lo para o entregar à GNR. Ora eu não vou fazer considerações sobre as acções – toda a gente sabe já que sou totalmente anti-qualquer-género-de-touradas – mas sim sobre os insultos que o perseguido lhe terá dirigido. Para mim, trata-se de um mistério.
Terá o homem ofendido a honra da mãezinha do senhor?
Ter-lhe-á chamado cornudo, e tendo-se sentido ele ofendido, uma vez que o senhor demonstra bem o ódio por qualquer animal que tenha cornos, sempre que pode? Podem-se fazer muitas especulações, mas duma coisa tenho a certeza: não lhe chamou mariconço, porque a ser assim, ele não teria bases para se sentir ofendido. Sim, que quem se veste daquela maneira e se enfeita a si com plumas e ao desgraçado do cavalo daquela forma tão apanascada, não se pode ofender quando alguém se lhe refere, utilizando o epíteto adequado.

Nota: - Quem me dera já cá a Casa dos Segredos, esse grandioso pout pourri de imbecilidades que me vai evitar trabalho de as procurar noutros sítios.

21 comentários:

  1. Aos anos que defendo que os idiotas deviam ser abatidos à vista. Mas depois em que é que nos inspirávamos para escrever? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é Rapariga, nos primeiros tempos seria um sossego. Depois tornar-se.ia monótono, eheh

      Eliminar
  2. Isto é serviço público, não preciso de ler as revistas cor-de-rosa com relatos tão sucintos e realistas como estes! :)
    Obrigado Vic.

    Quanto à questão do cavaleiro-que-se-passou-da-mioleira, estou de acordo com qualquer castigo físico que lhe pretendam infligir. A esse e aos outros que se mascaram daquela forma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar ainda me escolhem para colaborar na nova RTP privatizada e a fazer serviço público, Sufocada, ahahah

      Eliminar
  3. Tens sempre a "fantástica" Jersey Shore que em matéria de imbecilidades sociais presumo que meta a casa dos segredos a um canto. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa não conheço, Patife. Já vejo demasiadas séries.

      Eliminar
  4. Isso é que é uma verdadeira lista de futilidades.
    Quanto ao toureiro, tenho muita pena que não tenha marrado com os co*nos no chão.
    Grandessíssimo animal, o cavaleiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho, Marta. E ainda apresentou queixa, eheheheh.

      Eliminar
  5. Ahahahah! Basta-me vir aqui ao teu blog para ficar "por dentro" do que é interessante! Muito bom este post. E sim, quem nos cá dera a Casa dos Segredos! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou ansiosamente à espera, Colour. Já nem durmo descansado, ahahah

      Eliminar
  6. Tens a noção que acabaste de escrever "eu tenho um Cláudio Ramos dentro de mim"? Isso pode ser tão mal interpretado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São João, notaste que o Vic anda a cometer estes deslizes? Viste os sapatos femininos de sua coleção? E depois põe a culpa na TAUROMAQUIA. Na verdade até que rima :P

      Eliminar
    2. Tenho pois, São João. Mas nada de mal entendidos, é o meu lado mais fútil a falar, ahahah. Nada de paneleirices!

      Eliminar
  7. Sobre o CR, não o triste mas o que está sempre gay, isso é fácil de extrair. Com recurso a laparoscopia, e passam-te logo esses vómitos, sem estragos no ventre que suponho não seja "barriguinha de cerveja":)

    Adoro a nota final!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Melhor nestes casos seria uma colonoscopia, Margarida.

      Eliminar
    2. É mais uma figura de estilo, Margarida. Basta um erase, ahahah.

      E não tenho barriguinha. Nem de cerveja)

      Eliminar
  8. Mas que grande ajuda me desta agora =P Não tenho tido tempo pra ler as queridas revistas cor-de-rosa, e agora acabei de ficar completamente elucidada..


    Beijinho*

    ResponderEliminar
  9. É o tal serviço público, Pretty :)

    ResponderEliminar
  10. Não costumo ver, mas hoje até gostei do verde alface do blazer do Goucha.
    Quanto às touradas, ao contrário de ti, não sou anti-tourada.
    Sou mais virada para a anti-violência e como os 'pacificos' manifestantes já tinham apedrejado uns carros, foi a forma de equilibrar as coisas. De qualquer das formas nenhum justifica o outro.

    Como é bom informar-me por aqui.

    Quanto à Casa dos Segredos, todos dizem raios e coriscos, mas não há alminha que não esteja ao corrente.
    Admito, vejo quando posso. Pelo menos sei do que irá o País falar nos próximos 3 meses. O governo agradece.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde é que viste isso dos pacíficos manifestantes terem apedrejado uns carros, Pérola? É que eu vi o filme do incidente desde o princípio, e os manifestantes estavam a maior parte deles sentados e com cartazes anti-tourada, com a GNR ao pé e não aconteceu nada até esse energúmeno ter feito recuado o cavalo, até este quase pisar os manifestantes. Foi aí que começou o reboliço. E depois, foi como eu disse, perseguiu um manifestante a cavalo, por entender que este o tinha insultado.
      A partir daí, até admito que as coisas se tenham descontrolado, mas também era difícil resistir a uma provocação daquelas, embora concorde que uma acção não justifica a outra.

      A Casa dos Segredos...pois, se aquilo se tornar escabroso, eu vejo a partir daí, eheheh

      Eliminar

Eu leio todos com atenção. Mas pode não ser logo, porque sou uma pessoa muito ocupada a preencher tempos livres!