terça-feira, 11 de setembro de 2012

Os Dinheiros do Futebol, Transferências e CR7

Não é meu costume vir para aqui falar de futebol, especialmente dos negócios mais ou menos obscuros que à sua sombra se fazem, mas achei interessante abordar alguns desses negócios que nos últimos dias vieram a lume.
Desde já uma declaração de interesses: sou adepto e sócio do Sporting Club de Portugal, embora há muito (anos) não vá ao estádio assistir a jogos por razões que não vêm ao caso.
Muito se falou da tristeza (ou amuo) de Cristiano Ronaldo, e não sendo verbalizada a razão de tal tristeza, logo os antipatizantes de CR deduziram que se tratasse de uma razão monetária, zurzindo-o com críticas fundamentadas somente em juízos de valor, o que não valida nada. Mas mesmo que tal fosse verdade, CR nem sequer joga em Portugal, pelo que chamar à colação a situação económica do país e as dificuldades porque passam os portugueses, é completamente absurdo. Mas lá iremos.
Vejamos os negócios que Benfica e Porto fizeram no defeso, especialmente no último dia de mercado, quando ambos clubes venderam dois dos seus melhores activos, Witsel e Hulk, para o Zenit de São Petersburgo, por 40M € cada.
Esta verba, que foi comunicada por ambos os clubes à CMVM, serásupostamente, a verba correcta, uma vez que as penalizações previstas para falsas declarações àquela entidade, são pesadas.
Poder-se-ia então dizer: ambos os clubes fizeram grandes negócios (e é verdade) e ficarmo-nos por aí.
Mas não, não se ficou por aqui. Estas vendas deram origem a mais uma guerra entre os 2 emblemas, desta vez sobre quem teria vendido melhor, o que, na minha opinião, tem sido das "guerrinhas" mais imbecis a que tenho assistido em muitos anos. É qualquer coisa ao estilo “A minha é maior que a tua”.
Mas à custa dessa guerrilha, vão passando pormenores para a opinião pública, que decerto não interessaria nada aos responsáveis de ambos os clubes, viessem a lume. Por exemplo: 20% do passe de Witsel pertencia a um fundo de que não se sabe a quem pertence (facto que impediu na altura, o SLB de vender parte do passe do jogador ao Fundo habitualmente usado pelo clube). Ora dos 40M haverá então a deduzir 8M que terão que ser pagos ao tal fundo misterioso. Para além disso, haverá também 10% de intermediação pagos a um agente FIFA, o que perfaz a bela quantia de 12M€, o que deixará o clube com um lucro de 28M€ e não os tais 40M€ (isto se não se quiser deduzir a essa verba os 6,5M€ que custou ao SLB o passe do jogador.
Resumindo:
- não seria lógico saber-se a quem pertence o tal misterioso fundo a que foram a agora entregues 8M€?
- será normal um agente FIFA ganhar 4M€ por um serviço de intermediação, quando 5% era normalmente o tecto máximo de percentagem aceite?
 
No caso Hulk, as trapalhadas e as explicações têm-se multiplicado, ninguém sabendo nesta altura, quanto realmente terá rendido ao FCP o jogador brasileiro. Uma coisa é certa: sabe-se que um agente FIFA terá recebido 6M€, mas não se sabe quem lhe pagou, uma vez que o FCP afirma ter recebido 40M€ pela venda e o Zenit afirma ter pago a mesma verba, nem mais um euro. Outra coisa que se sabe é que havia uma dívida de 2M€ do FCP para com o jogador, e que, segundo os números divulgados pela SAD do FCP teriam sido pagos pelo Zenit. Que nega.
Resumindo:
- e mais uma vez, será normal um agente FIFA ganhar 6M€ com uma uma operação destas, tendo em conta a tal percentagem de 5% já referida?
- será normal haver tantas contradições nas sucessivas informações dadas sobre os números da transferência?
Quando vejo as verbas pagas pelos clubes ao agentes FIFA, entendo a razão pela qual esses agentes tanta força fazem para que os seus representados mudem de clube com regularidade (Witsel tinha vindo no ano passado para o SLB, o que significa que o seu agente terá recebido percentagens elevadas sobre transferências em dois anos consecutivos).
 
Cristiano Ronaldo ganha num ano 10M€, sujeitos a impostos.
Os dois agentes FIFA destes dois negócios, embolsam o mesmo num dia e sem grande esforço.
Os misteriosos especuladores do fundo a quem pertenciam os tais 20% do passe do jogador do Benfica, quase quadruplicaram o investimento num ano, sem mexerem uma palha.
Ainda acham que o CR ganha demais? é que ao menos ele trabalha todo o ano.
 
A verdade, é que os dinheiros do futebol continuam envoltos em suspeições, o que continua a retirar cada vez mais credibilidade ao desporto que mais dinheiro e paixões movimenta em Portugal.
 
A seguir: o caso João Vieira Pinto.

7 comentários:

  1. Sou do Benfica, mas há muito que perdi a paixão do futebol. Bah, são todos iguais, não que tirar de uns para os outros e quem defende presidentes e gente desta com toda a confiança é tolo.

    ResponderEliminar
  2. Indo por pontos:
    - A situação do Cristiano fez-me comichões não por ele estar triste sabe-se lá com o quê, mas pela atenção que a nossa pobre comunicação social lhe deu. Até lhe chamaram o "caso Ronaldo". Que tristeza de jornalismo.
    - Concordo na parte das guerras entre adeptos. A rivalidade que se sente é deveras ridícula e espelho da má formação de algumas pessoas.
    - Tanto a venda do Witsel como a do Hulk estão cheias de incongruências e notícias duvidosas. Enfim.
    - O futebol é conhecido por estes negócios duvidosos em todo o lado. Como país corrupto que é, Portugal não fica atrás. Aliás, não é o país que é corrupto. São as pessoas. Mas por um pagam todos...

    Posto isto, como amante de desporto que sou, tenho pena de se verem situações destas a dar com pau.

    ResponderEliminar
  3. O problema é que eu acho sempre que os maiores aldrabões não são os jogadores, mas sim os clubes, presidentes, agentes...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. S* , com certeza estás plena de razão....

      Eliminar
    2. Sim, S*. Foi isso que sugeri, precisamente.

      Eliminar
  4. Alegrei-me ao constatar que não sou a única simpatizante do Sporting, herança de meu paizinho.

    Quanto aos negócios, é uma máfia que me enjoa.

    Gabo-te a paciência em esmiuçares tais assuntos.

    Uma análise cuidada e merecedora de toda a atenção.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Eu por acaso até acho que a tristeza do CR não tem só a ver com dinheiro, mas mais com a falta de reconhecimento de valor por parte do clube (parece que isso já foi resolvido entretanto)

    ResponderEliminar

Eu leio todos com atenção. Mas pode não ser logo, porque sou uma pessoa muito ocupada a preencher tempos livres!