sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Uma saltada à cozinha, desta vez com receita e tudo - Wanna Bite? (10)

 
Ontem foi dia de cozinhar. E escolhi um dos pratos que gosto de mais de fazer, uma mistura de massa japonesa ou noodles com legumes salteados e camarões fritos, que se apresenta em foto.
Descasco os camarões, deixando-lhes a cauda, dou-lhes um pequeno golpe no lombo retirando-lhes a tripa, e passo-os por azeite no qual alouro previamente um dente de alho, fritando-os levemente dos dois lados, o que os faz "abrir" ligeiramenre ao correr do golpe do lombo.
Os legumes - cenoura, pimentos, cogumelos, pontas de espargos, castanhas de água, rebentos de bambú e de soja, e algas Wakame - picados grosseiramente, são estufados em duas colheres de azeite, e temperados com sal, pimenta, aos quais junto, depois de picado, um pequeno pimento picante espanhol, que habitualmente compro no El Corte Inglês (uma nota, para referir que estes pimentos deverão ser usados com parcimónia, pois são extremamente picantes, e um excesso abafará todos os outros sabores). Cubro a sertã para que os legumes estufem nos sucos que vão soltando. Quando já estão tenros, junto-lhes a massa japonesa previamente cozida - pode ser a Chewy, que coze em 3 minutos - e um pacote de molho Teriyaki Stir Fry, deixo apurar dois minutos, após os quais lhes junto os camarões e apago o lume.
Está então pronto a servir.
Uma pequena nota: os sabores são tão acentuados, que o sal nem é necessário. No entanto, o seu uso fica ao critério de cada um.
Outra nota: para 4 pessoas, devem-se usar 2/3 pimentos, que condimentam e aromatizam muito o prato. De preferência, um vermelho, um verde e um amarelo, que serve também para dar mais cor ao prato. E como os olhos também comem...
 
        
 
Para acompanhar, uma cerveja a sério, e guardada durante 6 anos (paciência, hein?), a morena belga Pannepot Reserva 2006 Old Fisherman Ale, uma maravilhosa "quadrupel"* fabricada pelo Struise Browerij, que exibe uns orgulhosos 10º da ABV**, que passam completamente despercebidos, tal a sua qualidade

* - Quadrupel chama-se a uma cerveja que é submetida a quatro fermentações.
** - Trata-se do grau alcoólico da bebida

25 comentários:

  1. Bom, o pitéu convenceu-me, a cerveja (preta) é que nem por isso. Sou uma racista no que toca a cervejas, só gosto de loiras, nada de ruivas ou morenas... :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tété, mas olha que esta cerveja escura não tem nada a ver com as pretas que se vendem por aí. Nem sequer é da mesma "família" de cerveja. As que se vendem da Sagres ou SuperBock são uma imitação de Stouts ou qualquer coisa assim. Esta é uma Ale. O sabor não podia ser mais diferente :)
      Obrigado pelo elogio ao pitéu, eheheh

      Eliminar
  2. já almocei, mas só de ver fiquei outra vez com fome...

    ResponderEliminar
  3. Belíssimo aspecto, pá. Sim senhora ;)

    ResponderEliminar
  4. Também faço muitas vezes noodles, mas só com legumes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende dos legumes. Aí em Viseu não se é fácil, mas as castanhas de água, as algas e o bambu melhoram muito o prato, Colour

      Eliminar
  5. Não questiono que estivesse muito bom, mas aquela massa lembram-me minhocas e larvas da fruta. :S Não ia conseguir comer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheh, ao vivo, não tem nada a ver, Rapariga. Só o cheiro ia-te fazer querer provar :)

      Eliminar
  6. Bem, sr. vic, só tenho a dizer... WOW! já provava essa cerveja. ihiihihih...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois Wendy, eu bem te disse que cervejas é comigo :)

      Eliminar
  7. Oléee temos cozinheiro??? O meu homem é que devia saber fazer coisas dessas =P Tem um óptimo aspecto, eu só não gosto é de marisco =P

    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para a ´próxima é Bacalhau à gomes de Sá, a minha especialidade :)

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Pois, nêspera, está na hora de jantar :)

      Eliminar
  9. O Ministro:
    -Majestade Vic II o povo está dizendo que não tem pão...

    Majestade Vic:
    Pão faltando? Que comam brioches e a minha receita especial lá do meu blogue...

    Agora falando sério: Isto está de dar água na boca, meu caro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, que eu não me pareço nada com a Maria Antonieta, SR :)

      Eliminar
  10. Agora fiquei com fome pá :) Tem muito bom aspeto, acho que vou experimentar ^^

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é muito fácil de fazer, Pi. O que dá mais trabalho é mesmo descascar as gambas. E saber escolher o pimento picante. ::

      Eliminar
  11. Ai porra que bom aspecto.
    Também costumo fazer esse prato, com umas mudanças aqui e ali, consoante o que há em casa na altura. Cai sempre bem.

    Essa cerveja....bem que ia agora, fresquinha. Já agora, onde compraste?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, fica um prato excelente, embora seja muito condimentado e pode trabalhar um bocado no estômago.
      Quanto à cerveja, esta trouxe-a de Amsterdam e é belga. Não se vende cá, mas há várias lojas online espanholas que vendem. Mas encontras do mesmo género no El Corte Ingles, embora da mesma qualidade, talvez só a Chimay Azul

      Eliminar

Eu leio todos com atenção. Mas pode não ser logo, porque sou uma pessoa muito ocupada a preencher tempos livres!